Como funciona o ionizador de piscina

O ionizador para piscinas é um equipamento que gera íons de cobre ou prata para eliminar as algas da piscina. Mas, como exatamente ele funciona? Vamos mergulhar neste tópico.

O básico do ionizador de piscina

Um ionizador de piscina é um dispositivo que utiliza eletrólise para liberar íons de cobre na água (alguns também liberam íons de prata). Esses íons têm propriedades algicidas, ajudando a manter a piscina livre de algas. Porém, o ionizador sozinho não é suficiente para garantir a proteção da piscina.

Como o ionizador é instalado?

Geralmente, um ionizador é instalado no sistema de recirculação de água da piscina. Ele contém eletrodos, que podem ser feitos de cobre ou prata, e quando submetidos a uma corrente elétrica, liberam íons desses metais na água.

Por que cobre e prata?

No mercado, temos ionizadores de cobre e temos ionizadores de cobre e prata. O cobre é eficaz contra algas, enquanto a prata é conhecida por suas propriedades antibacterianas quando utilizada com o cloro. A combinação desses dois metais com o cloro na água cria um ambiente hostil para estes microrganismos.

Vantagens do ionizador de piscina

  1. Piscina mais cristalina: o ionizador é um ótimo algicida. Ou seja, ele automatiza a dosagem de um algicida e não deixa a água ficar verde por causa das algas. Vale ressaltar que água cristalina não é sinônimo de água saudável.
  2. Manutenção simplificada: não há necessidade de dosar mais algicida, pois o ionizador dosa o algicida de forma automática.

Desvantagens do ionizador de piscina

  1. Níveis de metal: é importante monitorar os níveis de cobre e prata para evitar a coloração da água e de superfícies da piscina.
  2. Ainda requer cloro: um ionizador de piscina não elimina a necessidade do cloro. Uma pequena quantidade ainda é necessária para a desinfecção completa, já que o ionizador é apenas eficaz contra algas. Vírus e matéria orgânica, como suor, urina e bronzeadores, não serão eliminados pelo ionizador.
  3. Não elimina os desconfortos do cloro: como ainda há necessidade de usar o cloro, haverá a formação das cloraminas. O ionizador não elimina as cloraminas, portanto, a água não ficará mais leve e natural. Para eliminar as cloraminas, é necessário utilizar o ozônio.

Conclusão

O ionizador de piscina representa uma opção moderna para a automação da dosagem de algicida na piscina. Como qualquer sistema, possui suas particularidades e requisitos de manutenção.

É crucial, no entanto, entender as necessidades específicas da sua piscina e consultar um profissional antes de tomar uma decisão.

A Panozon recomenda a combinação ozônio + saneante residual, que deixa sua piscina cristalina, mais saudável e com a menor quantidade de químicos na água.

Leia mais

Continue explorando

Como medir a geração de ozônio na piscina uti...
29 de abril de 2024
Gerador de ozônio para piscinas: como funcion...
6 de abril de 2024
Alergia ao cloro na piscina: o que fazer
22 de fevereiro de 2024
Como tratar água de poço artesiano para consu...
19 de janeiro de 2024