Guia completo para tratamento de piscina

Como fazer a manutenção da água de sua piscina em 6 passos

Se você não tem piscineiro e gostaria de algumas dicas de como tratar sua piscina, criamos esse conteúdo que vai te ajudar muito em como ter uma piscina sempre cristalina, segura e saudável. 

Vamos falar um pouco de como você pode cuidar da sua piscina da maneira correta em apenas 6 passos.

    1. Limpeza física
    2. Ajuste dos parâmetros químicos
    3. Filtração
    4. Manutenção de saneante com efeito residual
    5. Ozônio
    6. Aplicação de produtos auxiliares

Limpeza física

Quase ninguém dá tanta importância para a limpeza física, mas é indispensável fazer a peneiração de folhas que caem na piscina, por exemplo. Quando essas sujeiras começam a se decompor, soltam nutrientes e esporos que favorecem o surgimento de algas. 

Além da peneiração,  esfregar as bordas, paredes e fundo da piscina também fazem parte da limpeza física da piscina. Recomendamos que, pelo menos 1x por semana, você dê uma olhada na piscina para verificar as paredes e verificar se necessitam ser limpas. Além disso, o uso de uma capa ajuda a proteger das sujeiras (ao mesmo tempo que ajuda a aquecer a piscina!)

Como esfregar borda da piscina

Ajuste dos parâmetros químicos

Os parâmetros de alcalinidade e pH são os principais e medi-los deve ser sempre a primeira tarefa. Sempre meça a alcalinidade em primeiro lugar e o pH em segundo lugar, pois, se a alcalinidade estiver incorreta, ela afetará o pH.

Como medir alcalinidade, pH e outros parâmetros com fita teste 6 em 1

Idealmente, você deve verificar estes parâmetros pelo menos 1x por semana e não deixar que eles fiquem fora do recomendado.

Existem outros parâmetros a serem medidos que são mais “avançados”, como cloro residual livre, dureza cálcica, ORP e ácido cianúrico.

Filtração

A filtração é indispensável. Toda a água da piscina necessita passar pelo filtro uma vez ao dia. Para tornar isso mais automático, você pode instalar um timer e programá-lo para ligar e desligar sua motobomba automaticamente.

Manutenção de saneante com efeito residual

O saneante (também chamado de desinfetante) será o responsável por manter sua água protegida dos microrganismos, fazendo com que sua água permaneça segura para os banhistas.

A todo momento a água de sua piscina precisa ter o residual mínimo de saneante, conforme as instruções do fabricante do saneante utilizado. O mais comum é utilizar o cloro para este papel.

Ozônio

A vantagem de se utilizar o ozônio é que você pode reduzir o uso do saneante consideravelmente. O ozônio fará o “trabalho pesado”, e o saneante só protegerá a piscina até a água passar pelo ozônio novamente. Além disso, o ozônio elimina os desconfortos como pele e cabelos ressecados, ardência nos olhos e agravamento de alergias respiratórias.

Gif do sensor de geração de ozônio em funcionamento

O ozônio é um forte oxidante e, além de eliminar a matéria orgânica, também elimina microrganismos, tornando sua água ainda mais segura e saudável. 

Aplicação de produtos auxiliares

Algicidas de manutenção, clarificantes, auxiliares de filtração e outros podem ser considerados como auxiliares à manutenção da sua piscina, pois seguindo os passos anteriores sua água certamente já estará bem cuidada. 

Algo comum de ser utilizado é o sulfato de alumínio, para agrupar as sujeiras microscópicas que deixam a água turva. (Você pode ler mais sobre o sulfato no nosso post “Qual usar primeiro: barrilha ou sulfato de alumínio?“)

Eles podem ser utilizados em situações pontuais, como para “recuperar” uma água que está bem ruim.

De maneira resumida, recomendamos que você:

  • Filtre diariamente sua piscina
  • Verifique pelo menos uma vez por semana os parâmetros químicos, as paredes e as sujeiras que caem na piscina
  • Mantenha um saneante de efeito residual no tanque da piscina, para proteger a água enquanto não passa pelo gerador de ozônio novamente
  • Utilize um Panozon para máxima eficiência, menor custo no tratamento e maior conforto na água da piscina.

Como deixar a água cristalina?

Uma água cristalina necessita de alguns requisitos básicos que são fundamentais para uma excelente qualidade de água. A primeira necessidade são os parâmetros químicos ajustados:

  1. Alcalinidade entre 80 e 120 ppm
  2. pH entre 7,2 e 7,8
  3.  

Em seguida está a parte de limpeza física, que inclui escovação, peneiração, aspiração e filtração. 

Em terceiro lugar, mas não menos importante, está a oxidação e a manutenção de um saneante de efeito residual.

A filtração e a oxidação são as principais responsáveis por tornar a água cristalina. Enquanto a oxidação elimina a matéria orgânica que causa turbidez, a filtração vai retendo as micropartículas que sobram desse processo, para que depois sejam finalmente removidas em uma retrolavagem. 

O ozônio é o principal e mais poderoso oxidante que pode ser utilizado no tratamento de água de piscinas. Ter uma piscina com ozônio é sinônimo de ter uma piscina cristalina de um jeito econômico e saudável.

Como limpar piscina verde (a maneira rápida e a maneira convencional)

A maneira rápida

  1. Ajustar os parâmetros químicos (alcalinidade 80 a 120 ppm e pH 7,2 e 7,8)
  2. Esfregar as paredes e o fundo para soltar as algas
  3. Aplicar um algicida de choque ou cloro de choque (não recomendamos cloro estabilizado para isso) para matar as algas no tanque
  4. Deixar descansar por 8 horas
  5. Aspirar a sujeira que decantar após a filtração, utilizando o modo “drenar” do filtro

A maneira convencional

  1. Ajustar os parâmetros químicos (alcalinidade 80 a 120 ppm e pH 7,2 e 7,8)
  2. Esfregar as paredes e o fundo para soltar as algas
  3. Aplicar um algicida de choque ou cloro de choque para matar as algas no tanque
  4. Aplicar um decantador, clarificante ou barrilha + sulfato de alumínio (PAC) para decantar as sujeiras
  5. Deixar descansar por 8 horas
  6. Filtrar a piscina
  7. Deixar a piscina em repouso para que a matéria orgânica se precipite para o fundo da piscina
  8. Aspirar a sujeira no modo “drenar”

Lembrando que prevenir é muito melhor que remediar. Para evitar que sua água fique verde basta contar com o equipamento gerador de ozônio, auxiliado por um desinfetante residual, manter os parâmetros sempre ajustados e realizar as filtrações corretamente. 

O que fazer se a alcalinidade estiver muito alta na piscina?

Independente do pH, se a alcalinidade estiver acima de 120 ppm, você deve baixá-la com um redutor de pH e alcalinidade (exemplos: pH Menos ou Redutor de pH e Alcalinidade de marcas confiáveis) e deixá-la entre 80 e 120 ppm. 

Para quantidades de dosagem, basta seguir as recomendações do fabricante.

Em seguida, meça a alcalinidade e o pH novamente. A partir daí, você poderá regular o pH para que ele fique entre 7,2 e 7,8.

O que fazer se a alcalinidade estiver muito baixa na piscina?

Se a alcalinidade estiver abaixo de 80 ppm, eleve a alcalinidade usando um elevador de alcalinidade. O mais comum é utilizar o carbonato de sódio ou o bicarbonato de sódio. Recomendamos o bicarbonato de sódio pois ele afetará menos o seu pH.

Você deverá dosar de acordo com a dosagem de cada fabricante. Por exemplo, para um determinado fabricante, o rótulo diz que cada 18 gramas de bicarbonato de sódio eleva 10 ppm de alcalinidade em 1.000 litros de água. Ou seja, você deverá fazer a seguinte conta para saber aproximadamente quanto deverá dosar em sua piscina para este produto:

(Volume da piscina em litros) * 18 / 1.000 para elevar 10 ppm

Deixe a alcalinidade entre 80 e 120 ppm. 

O que fazer se o pH estiver muito alto na piscina?

Após avaliar a alcalinidade, se o pH estiver acima de 7,8, é necessário baixar o pH para níveis mais próximos a 7,5. Para reduzir o pH, você deve utilizar um produto ácido, como um redutor de pH com princípio ativo ácido muriático (ou ácido clorídrico). 

Para quantidades de dosagem, basta seguir as recomendações do fabricante.

O que fazer se o pH estiver muito baixo na piscina?

Você deve utilizar um elevador de pH (hidróxido de sódio) ou a barrilha (carbonato de sódio). Utilize o elevador de pH de acordo com as instruções no rótulo, até que seu pH esteja na faixa de 7,2 e 7,8.

Se, mesmo seguindo esses passos, você ainda encontrar dificuldades para fazer a manutenção da sua piscina, saiba que pode contar com nosso suporte técnico, onde você encontra especialistas que te darão todo o suporte para ter uma água incrível e convidativa para os melhores dias de piscina da sua vida!

Está procurando um piscineiro em sua região? Nós podemos te auxiliar com nossa base de piscineiros parceiros!

Continue explorando

Como funciona o ionizador de piscina
11 de abril de 2024
Alergia ao cloro na piscina: o que fazer
22 de fevereiro de 2024
Como tratar água de poço artesiano para consu...
19 de janeiro de 2024
Diferença entre gerador de cloro por sal e oz...
15 de dezembro de 2023